Qual a importância da avaliação psicológica para o candidato à cirurgia bariátrica?

Psicóloga Roberta: A avaliação psicológica contribui para identificar se a pessoa interessada em realizar a cirurgia bariátrica tem condições cognitivas para tomar tal decisão, bem como está ciente das consequências do procedimento e emocionalmente preparada para lidar com as mesmas. O parecer do psicólogo indicará ou não a cirurgia naquele momento, apontando os aspectos que podem favorecer o processo ou aqueles que podem dificultar a adesão do indivíduo às mudanças necessárias para a obtenção dos resultados almejados.  O psicólogo não tem apenas a função de avaliar, mas também de apoiar e orientar aqueles que procuram na cirurgia uma alternativa para melhorar a qualidade de vida e a saúde.

Como é feita a avaliação psicológica?

Psicóloga Roberta:  Não existe dentro da área da Psicologia um protocolo padrão para a avaliação referente à cirurgia bariátrica, isto quer dizer que cada profissional pode adotar recursos diferentes para realizar o seu parecer. Geralmente a avaliação é composta por algumas sessões, nas quais se busca identificar o histórico do indivíduo, as estratégias adotadas para a perda de peso, hábitos alimentares, relação com o próprio corpo e o processo de tomada de decisão quanto à bariátrica. Além disso, testes psicológicos validados pelo Conselho Federal de Psicologia podem ser aplicados, no intuito de avaliar características da personalidade, desempenho cognitivo e apresentação de quadros psiquiátricos.  Outro ponto que merece destaque é o envolvimento da família, a qual poderá passar por orientações. O contato com nutricionistas e médicos que estão acompanhando o caso também pode ser realizado. A partir da análise de todas as informações obtidas, o psicólogo realiza a devolutiva, indicando ou não o processo cirúrgico. Caso o parecer seja negativo em um dado momento, esse resultado pode ser diferente em outra circunstância, uma vez que o ser humano está em constante transformação e o candidato à cirurgia pode estar melhor preparado posteriormente.

Quanto tempo leva para que a avaliação psicológica seja concluída?

Psicóloga Roberta: A avaliação psicológica não tem um tempo definido para que seja concluída, dependendo de cada caso. Geralmente são realizadas entre 4 e 8 encontros semanais para a realização de todas as etapas. Além da devolutiva para o indivíduo, o envolvimento da família é importante, especialmente para que também recebam orientações e possam apoiar o paciente diante das mudanças no estilo de vida que serão necessárias.

Existe diferença entre avaliação psicológica e psicoterapia?

Psicóloga Roberta: Embora seja diferente da psicoterapia, que consiste em um processo mais longo e amplo, durante a avaliação psicológica o indivíduo pode também passar a se conhecer melhor, aprimorar a capacidade de tomada de decisão e iniciar a mudança de alguns hábitos. Após esse contato, pode chegar a perceber a necessidade do atendimento psicoterapêutico e optar por começa-lo.

Qual o papel do atendimento psicológico no pós-operatório?

Psicóloga Roberta: Tão importante quanto a avaliação no pré-operatório é o acompanhamento psicológico após a cirurgia, de modo a contribuir com as mudanças de comportamento que serão necessárias nesse período. A cirurgia bariátrica representa um procedimento confiável para a redução do peso e do risco de doenças decorrentes dele, no entanto, sem a adesão de hábitos saudáveis os resultados alcançados em um primeiro momento podem não se manter a longo prazo. Além disso, a relação com as alterações no corpo e na aparência física também requer atenção do ponto de vista psicológico e emocional. A bariátrica é um passo valioso para a melhora na qualidade de vida, contudo a caminhada continua e demanda o compromisso diário de cada um. Quando há o acompanhamento de uma equipe multiprofissional preparada e o apoio das pessoas mais próximas essa jornada se torna mais leve e o sucesso duradouro.

Roberta Seles da Costa
Psicóloga
CRP 08/21751

Graduação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Mestrado em Análise do Comportamento pela Universidade Estadual de Londrina

Formação em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e Psicoterapia Analítica Funcional (FAP) pelo Instituto Continuum – Londrina

Docente do Departamento de Educação na Universidade Estadual de Ponta Grossa

CategoryEntrevista

© 2017 - Clínica Primed desenvolvido por TagBit

%d blogueiros gostam disto: